EXCLUSIVO: Ministério Público e Tunas Clube fecham acordo; Clube não fará mais grandes eventos

 

Em atividade há pouco mais de dois anos, o Tunas Clube, espaço recreativo de lazer e diversão, que tem conquistado os promotores de eventos e o público de Serra Talhada e Região – graças ao espaço e localização – está impedido de realizar grandes eventos, após acordo fechado no Ministério Público de Pernambuco.

O clube que funciona na Avenida Custódio Conrado, no Bairro Várzea, tem uma proposta arrojada para o entretenimento, e ganhou ainda mais notabilidade na realização de grandes eventos a partir do encerramento do lendário Clube, O Batukão, se tornando o único espaço privado em Serra Talhada com capacidade para receber grandes eventos.

Em conversa exclusiva com o Leia Mais PE, Diego Barbosa, proprietário do Clube, revelou o acordo feito no Ministério Público para a casa não realizar mais shows de grande porte. Entre os motivos estão os transtornos causados para quem mora nas proximidades do clube, em dia de festa.

“O Tunas clube entende o incomodo que é causado na vizinhança em dias de grandes eventos, principalmente pelo clube ser localizado em um perímetro urbano. Diante dessa preocupação, foi firmado o acordo com o Ministério público de Pernambuco, onde ficaram proibidos os eventos de grande porte, que utilizem equipamentos potentes de som”. Disse Diego.

O proprietário explicou ainda que também ficou acertado com o MPPE a liberação para a realização de eventos de menor potencial, com horário de termino estabelecido.

“O Tunas Clube poderá realizar eventos menores no próprio palco do clube, como show de humor, música ao vivo, eventos sociais e festas de menor porte, sempre respeitando um limite aceitável de ruídos e o horário acordado com o MPPE, até as 2:00 horas. 

Com a proibição ao clube para realização de eventos de grande porte, a preocupação agora é sobre espaço para a realização desse tipo de evento. O Leia Mais PE procurou os empresários da produtora M2Shows e Eventos, Mauricinho Melo e Marcos Belo, para falar sobre o assunto.

“Surge à preocupação porque infelizmente não temos local apropriado no momento para realizarmos eventos de médio/grande porte. É triste para uma cidade como Serra Talhada, desenvolvida, com vários universitários, um comércio gigante, não ter uma opção”. Lamentou Mauricinho, acrescentando.

“já estamos buscando alternativas para o segundo semestre de 2018, porque já tínhamos alguns eventos em fase de planejamento”.

PUBLICIDADE

Marcos Belo, sócio de Mauricinho na M2shows, disse que estão mantidos para o Tunas eventos menores.

 “Os eventos de pequeno porte, como o que tivemos semana passada, com o humorista Carlinhos Maia, que não tem problemas de som alto, a gente vai manter no local, mas os grandes eventos poderão ser direcionados para outros espaços, como estação do forró, clube do Forró do Matuto e pátio de eventos Waldemar de Oliveira”.