Waldemar Oliveira atribui ao grupo a vantagem dos candidatos majoritários da Frente Popular

Os resultados das últimas pesquisas eleitorais em Pernambuco tem animado o Serratalhadense, Waldemar Oliveira (PR), em especial a pesquisa do instituto IPESPE, para o senado, que atestou 35% para o candidato Jarbas Vasconcelos, 29% para Humberto e 25% para Mendonça Filho. É que Waldemar Oliveira (PR) é o primeiro suplente do Senador e candidato a reeleição, Humberto Costa.

Em conversa com o Leia Mais PE, Waldemar Oliveira, avaliou o resultado das pesquisas e está atribuindo ao trabalho do grupo, o crescimento dos candidatos da frente popular de Pernambuco.

“Creio que a muito trabalho do grupo, inclusive do nosso, deputado federal Sebastião Oliveira, em especial. A vantagem de Paulo sobre Armando em 10 pontos e com tendência de crescimento e ainda de vitória no primeiro turno, haja vista os votos válidos. Historicamente o Governador vitorioso, quase sempre consegue eleger também os seus Senadores”.

Waldemar Oliveira está fazendo campanha sozinho, sem o bloco da frente popular. O republicano buscou fazer uma campanha de corpo a corpo, conversando sem alardes com lideranças políticas do estado e esta conseguindo muitos apoios para o seu candidato ao senado, Humberto Costa, inclusive de adversários do seu palanque.

Veja os números da pesquisa e o registro.

Na segunda rodada da pesquisa eleitoral para o Senado em Pernambuco, realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) em parceria com a Folha de Pernambuco, divulgada nesta terça-feira (11), o deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB) aparece na frente na disputa, com 35%das intenções de votos, seguido pelo o senador Humberto Costa (PT), que registra 29%. Em terceiro, o deputado federal Mendonça Filho (DEM) aparece com 25% das menções.

Na sequência, o deputado federal Silvio Costa (Avante) tem 10%, o deputado federal Bruno Araújo (PSDB) tem 8% e o Pastor Jairinho tem 4%. Os entrevistados que declararam que votariam em branco ou nulo somam 22% e 29%no primeiro e no segundo votos, respectivamente.

Os que não sabem ou não responderam são 33%. Já os postulantesEugênia Lima (PSOL), Albanise Pires (PSOL), Adriana Rocha (Rede), Hélio Cabral (PSTU) e Alex Lima Rola (PCO), registraram 1% das intenções de voto, cada. Lídia Brunes (PROS) registrou 0%.

A pesquisa ouviu 800 entrevistados entre os dias 6 e 8 deste mês, usando uma metodologia face a face, e contempla critérios de sexo, idade, instrução, renda e pela condição do município. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,45%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob os números de protocolo BR-05453/2018 e PE-05575/2018.