Começa hoje paralisação de 72h dos médicos municipais do Recife

Os médicos da rede municipal de Saúde do Recife fazem, a partir desta terça (18), uma paralisação de 72h. A parada desta terça até a próxima quinta-feira (20) vem sendo anunciada desde a última semana pela categoria, que acusa a prefeitura de retrocessos nas negociações da campanha salarial. O atendimento às urgências e emergências será mantido durante a paralisação, que fica restrita aos serviços eletivos, ambulatórios e postos vinculados ao Estratégia de Saúde da Família (ESF). Todos os serviços adiados podem ser reagendados para os próximos dias.

A categoria alega que a Secretaria de Saúde descumpriu o Termo de Compromisso, firmado em janeiro passado em relação à negociação salarial e melhorias na rede, como segurança das unidades e abastecimento de insumos. Os médicos também apontam a questão remuneratória, através da Lei de Incorporação da Gratificação de Plantão, e a equiparação salarial com o Estado seja de fato cumprida. Uma nova assembleia geral está marcada para esta quinta-feira (20) na sede da Associação Médica de Pernambuco (Ampe), na Boa Vista, às 10h, quando a classe pode deliberar por uma greve por tempo indeterminado.

A Prefeitura do Recife diz receber com surpresa a paralisação dos médicos, já que “esteve aberta ao diálogo com o Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) e mantém agenda regular com Grupos de Trabalho para discutir todos os itens da pauta”. Segundo a gestão, os médicos servidores do município tiveram aumento acumulado de 32,95% de 2013 até hoje.

Sobre a infraestrutura, a PCR informa que, em cinco anos e nove meses,l foram investidos mais de R$ 256 milhões na construção de novas unidades de saúde e requalificadas mais de 170 unidades existentes. Também diz que foram investidos R$ 36 milhões ao ano na assistência farmacêutica, que inclui a compra de medicamentos e material médico hospitalar.

Na área de segurança, informa a PCR, estratégias vêm sendo discutidas com a Secretaria de Defesa Social e Secretaria de Segurança Urbana do Recife. A Rede de Saúde conta com 233 guardas municipais, além de vigilantes e câmeras de monitoramento. Recentemente, foi implantada a Ronda da Saúde, com quatro veículos e 36 guardas municipais, realizando monitoramento 24 horas, especificamente das unidades de saúde. Também conta com o suporte da Central da Guarda Municipal por meio do número 153.