A convicção para mudar o Brasil

Por Álvaro Robério

O tempo é de grande dificuldade, entretanto, enquanto eu tiver capacidade de estudar e ter um livro pra ler ao invés de uma arma, ainda, estarei disposto a encontrar soluções para minha vida e para a sociedade.

O tempo é de menos egoísmo, mais coletividade e mais paixão pelo o que se propor a fazer. Estejamos no setor privado ou público precisamos fazer o correto, o honesto e, principalmente, cuidarmos uns dos outros. Como fazemos isso? Atendendo bem as pessoas, compartilhando conhecimento, incentivando o crescimento e desenvolvimento, se reinventando, esquecendo da ruína da nação e aproveitando a oportunidade para virar essa página mas, principalmente, dando o melhor de nós para isso acontecer.

Uma pequena atitude pode mudar o nosso futuro. Você como eu sabe que qualquer um que for eleitor não vai resolver os nossos problemas, porque a solução somos nós. Precisamos construir uma vida incorruptível, somente assim para vencer os desafios do nosso país.

A partir do momento que nós formos honestos, íntegros, corretos, conscientes e humildades ao ponto de servir para ser servido mudaremos essa realidade por mais que o sistema seja rígido, capitalista e egoísta, ainda, assim, acredito que as muitas mãos da nação pode mudar essa realidade.

Não é com o 13 ou 17 que iremos conseguir isso, é colocando em primeiro lugar as coisas corretas, honestas e que realmente sejam base para uma vida melhor, tais como: saúde, educação, lazer, esporte, serviço social e investimento para gerar emprego e renda. A política é fundamental, mas não é a única forma de se fazer, pois, essa ciência só tem sentido quando é feito pelo povo e para o povo. A eleição, o presidente, o governador, o senador, o deputado, o vereador vão passar, mas as nossas atitudes é que vão permanecer hoje e sendo reflexo do amanhã.

Não existe caminho fácil na ditadura ou na democracia, mas ainda acredito que se uma corrente positiva, com um pensamento honesto e íntegro comece a fazer parte do nosso cotidiano, certamente, irá atingir as instituições, irá desburocratizar o sistema, irá gerar nas pessoas o desejo de fazer um país melhor para se viver melhor.

Gosto muito de debater política, mas cheguei a um ponto que despertar as pessoas para fazer o correto, serem compreensivas e levar a paz, a esperança e o conhecimento é mais importante do que procurar soluções complicados, que na verdade devem ser simples.

A mudança começa comigo, com você e com todos nós juntos e unidos, olhando para além de nós mesmos, e só assim mudaremos o Brasil.

Álvaro Robério
Estudante de Economia da Ufrpe-Uast