Presidência da Câmara: Manoel 6 x 4 Agenor

A base governista na Câmara de Vereadores conta com 10 Parlamentares, Manoel Enfermeiro e Agenor de Lima, candidatos a presidência, Nailson Gomes, Zé Raimundo, André Maio, Antonio Rodrigues, Sinézio Rodrigues, Alice Conrado, Ronaldo de Dja e Paulo Melo.

Com este numero, considerando a maioria simples para a vitória de qualquer nome do governo, a disputa em relação à presidência, deve se definir sem a necessidade de se construir uma chapa com o apoio do grupo da oposição, formado por sete vereadores. São eles: Pinheiro do São Miguel, Antonio de Antenor, Dr. Gilson Pereira, Vera Gama, Dedinha Inácio, Jaime Inácio e Rosimério de Cuca.

De acordo com informações apuradas entre os vereadores, que esperam se reunir até o dia 15 de dezembro com o prefeito Luciano Duque, o vereador Manoel Enfermeiro, atual vice-presidente, conta com o apoio da maioria dos vereadores, seis no total, tanto que tem vereador aliado de Agenor de Lima, que está aconselhando o ex-presidente a desistir da disputa e declarar apoio à chapa de Manoel.

Quem anda comemorando a vantagem de Manoel Enfermeiro pelos quatros cantos é o vereador da oposição, Rosimério de Cuca, rival político de Agenor em Caiçarinha da Penha, que não teria vida fácil se Agenor voltasse a presidência da câmara.

Estranho é a falta de articulação política de vereadores já experientes, como é o caso de Zé Raimundo e Paulo Melo, que já tiveram a experiência de presidir a câmara de vereadores. Sinézio é outro nome que poderia entrar na disputa novamente, e construir base para sua candidatura dentro do grupo, mas o relacionamento com o governo, entre ‘tapas e beijos’, o enfraquece dentro do grupo.