Fortes chuvas alagam ruas e provocam prejuízos em Serra Talhada

As fortes chuvas que caíram nesta segunda-feira (26) e madrugada desta terça-feira (27) provocaram alagamentos e prejuízos em Serra Talhada, mostrando a necessidade que a maior cidade do Pajeú tem, de um plano emergencial de drenagem.

De acordo com o Instituto Agronômico de Pernambuco (Ipa), em Serra Talhada choveu 64 milímetros nas últimas 24 horas. A chuva começou por volta das 18 horas e ficou muito intensa, provocando em poucos minutos alagamentos em diversos bairros da cidade.

Essa foto tirada no fim da tarde desta segunda, era o prenúncio do que estava por vir.

Na Rua Cornélio Soares (Rua dos Correios), a água chegou a invadir algumas casas e estabelecimentos comerciais. Um vídeo compartilhado nas redes sociais, mostrou a situação que ficou a rua com as chuvas.

No Rodeio, nas proximidades do restaurante Tempero Nordestino, a água descia em grande volume, assustando moradores que costumam contabilizar grandes prejuízos em épocas de chuva forte.

Na Rua Enock de Carvalho, esquina com a Rua Agostinho Nunes de Magalhães, em frente a prefeitura, a situação ficou bem complicada, por conta das obras que estão sendo realizadas no local.

O posto Ipiranga que fica as margens da BR 232, ficou com parte do teto danificado pelas fortes chuvas, veja.

Um morador da Rua Agostinho Nunes de Magalhães, diante das casas inundadas na rua, desabafou criticando a falta de um trabalho ostensivo para evitar os transtornos.

Um motorista tentou passar na parte baixa da Rua Enock de Carvalho (Rua da delegacia), mas acabou amargando um grande prejuízo. A força das águas foi tão grande que arrastou o veiculo, que ficou preso no local.

O governo municipal de Serra Talhada, diante dos problemas provocados, disponibiliza números para que a população informe os pontos mais críticos, para que ações paliativas possam ser feitas, na tentativa de diminuir os transtornos causados a população.

Os telefones disponibilizados, são: 87 99626 – 2505 Ouvidoria ou 87 99608 3139 da Defesa Civil